PT EN

Relatórios

Relatório de Gestão   3o TRIMESTRE 2017


IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE

Neste trimestre, escrevemos sobre como temos nos beneficiado e lidado com a recente valorização do mercado acionário brasileiro.

Comentamos também brevemente sobre quatro empresas do portfólio: Panvel, Wells Fargo, Energisa e Amazon.

Dedicamos a seção das Aleatórias ao grande gestor e amigo, Pedro Damasceno.

Download

Ver outros anos

Últimas publicações

3º TRIMESTRE DE 2017

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste trimestre, escrevemos sobre como temos nos beneficiado e lidado com a recente valorização do mercado acionário brasileiro. Comentamos também brevemente sobre quatro empresas do portfólio: Panvel, Wells Fargo, Energisa e Amazon. Dedicamos a seção das Aleatórias ao grande gestor e amigo, Pedro Damasceno.

2º TRIMESTRE DE 2017

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste trimestre, escrevemos sobre o nosso investimento em Alphabet (Google).

1º TRIMESTRE DE 2017

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste trimestre debatemos sobre políticas de pricing power e como o seu mau uso pode comprometer a sustentabilidade e longevidade de um negócio.

4º TRIMESTRE DE 2016

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste trimestre, abordamos as principais mudanças nos fundos e comentamos brevemente sobre três posições dos portfólios: Itaúsa, Panvel e Wells Fargo.

Relatórios 2017

3º TRIMESTRE DE 2017

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste trimestre, escrevemos sobre como temos nos beneficiado e lidado com a recente valorização do mercado acionário brasileiro. Comentamos também brevemente sobre quatro empresas do portfólio: Panvel, Wells Fargo, Energisa e Amazon. Dedicamos a seção das Aleatórias ao grande gestor e amigo, Pedro Damasceno.

2º TRIMESTRE DE 2017

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste trimestre, escrevemos sobre o nosso investimento em Alphabet (Google).

1º TRIMESTRE DE 2017

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste trimestre debatemos sobre políticas de pricing power e como o seu mau uso pode comprometer a sustentabilidade e longevidade de um negócio.

Relatórios 2016

4º TRIMESTRE DE 2016

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste trimestre, abordamos as principais mudanças nos fundos e comentamos brevemente sobre três posições dos portfólios: Itaúsa, Panvel e Wells Fargo.

3º TRIMESTRE DE 2016

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste relatório, analisamos o extraordinário crescimento do negócio de varejo da Amazon.

2º TRIMESTRE DE 2016

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste trimestre, comentamos sobre a evolução aparentemente mais benigna do ambiente de investimentos no Brasil, assim como o mercado mais volátil no exterior, e como temos buscado nos beneficiar.

1º TRIMESTRE DE 2016

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Nesse trimestre, comentamos sobre algumas das nossas principais posições: Panvel, Itaú, Berkshire Hathaway e Oracle. Atualizamos também as perspectivas sobre o ambiente de investimentos.

Relatórios 2015

4º TRIMESTRE DE 2015

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste trimestre, discutimos as perspectivas para os fundos dado o ambiente de investimentos. Comentamos também sobre a dinâmica das nossas discussões em equipe e sua utilidade para minimizar e corrigir erros.

3º TRIMESTRE DE 2015

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste trimestre, contamos algumas das razões que nos deixam animados com as perspectivas dos fundos, mesmo em meio ao noticiário depressivo no Brasil. Apresentamos em especial aspectos sobre duas empresas nas quais investimos, Berkshire Hathaway e Oracle.

2º TRIMESTRE DE 2015

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste trimestre resolvemos trazer um tema inusitado para o Relatório: shale gas e shale oil sob a ótica dos incentivos.


Na seção do PIPA, contamos um pouco sobre os quatro finalistas do prêmio PIPA 2015.

1º TRIMESTRE DE 2015

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE


Neste trimestre, detalhamos o case de Liberty Global. Para tal, contamos a história de seu controlador, John Malone, que foi pioneiro da indústria de TV a cabo nos Estados Unidos e acumulou retorno impressionante no comando da TCI entre 1973 e 1998.


A Liberty Global é um exemplo de como temos lidado com o alto valuation das melhores empresas no Brasil. A saída tem sido aprofundar o processo de internacionalização dos fundos, iniciado em 2008

Relatórios 2014

4º TRIMESTRE DE 2014

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE



No Relatório deste trimestre, fazemos uma reflexão sobre o desafio de proteger e rentabilizar o capital a taxas atraentes ao longo de muitos anos.

Além disso, traçamos paralelos entre Itaú Unibanco e Wells Fargo, dois investimentos de ambos os fundos.

A partir deste trimestre, aproveitando o estabelecimento da equipe IP-Global em Londres, o Relatório do IP-Participações e IP-Value Hedge passará a ser enviado de forma independente do Relatório do IP-Global.

Esperamos assim permitir às equipes melhor expressar suas idéias e opiniões e, aos leitores, melhor desfrutar dos temas que mais lhes interessam.

Em breve, disponibilizaremos o Relatório do IP-Global, que neste trimestre terá uma edição especial.

3º TRIMESTRE DE 2014

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Neste Relatório, na seção do IP-Participações e IP-Value Hedge, fazemos um retrospecto da maior aquisição da história da Berkshire Hathaway: a Burlington Northern Santa Fe (BNSF).


Na seção do IP-Global, comentamos sobre a mudança da equipe do fundo para Londres. Relembramos também os motivos que nos levaram a investir em empresas no exterior.


Na seção do PIPA, destacamos trechos da interessante entrevista que o CEO do grupo LVMH, Bernard Arnault, deu para jornal Financial Times sobre a Fondation Louis Vuitton.


Damos também destaque ao PIPA Online e aos quatro finalistas do Prêmio que compõem a capa deste Relatório e estão expostos no MAM-Rio.

2º TRIMESTRE DE 2014

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Neste Relatório de Gestão abordamos a questão de verticalização: em quais etapas do negócio uma empresa deve atuar? Comentamos também sobre a bifurcação que o país encontra à frente e como temos nos preparado para ela.


Na seção IP-Global, falamos sobre alguns paradoxos que encontramos na gestão de investimentos. Tratamos também de aspectos relevantes do case de Amazon, que apresentamos em contraste ao Google.


Na seção do PIPA, apresentamos os finalistas da quinta edição deste que se consolidou como o principal prêmio de arte contemporânea do Brasil.


Também damos destaque à Berna Reale, autora da obra que é capa deste Relatório, e cuja trajetória foi impulsionada pelo Prêmio.


1º TRIMESTRE DE 2014

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


É com satisfação que apresentamos, neste Relatório, a nova marca da IP e o redesenho do Relatório de Gestão.


Em Comentários Gerais, discutimos a estratégia de recomprar as próprias ações quando os preços são atraentes, que é comum a algumas empresas que investimos.


Nas seções do IP-Participações e IP-Value Hedge, explicamos o aumento da posição em Berkshire Hathaway. Comentamos também sobre reabertura do IP-Participações para investimentos.


Na seção IP-Global refletimos sobre a importância que padrões e "switching costs" têm para algumas empresas que compõem o portfolio do fundo.


Na seção do PIPA, falamos do cronograma da quinta edição do Prêmio. Apresentamos também Cadu, o grande vencedor do PIPA 2013 e autor da obra que é capa deste Relatório.

Relatórios 2013

4º TRIMESTRE DE 2013

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Neste Relatório, comentamos sobre Apple na seção Investimentos. Em Comentários Gerais, explicamos que apesar da pequena correção que houve nos preços de algumas empresas, alocamos ainda pouco capital no mercado local.
Nas seções IP-Participações e IP-Value Hedge mencionamos rapidamente sobre Panvel e outras empresas que investimos.
Na seção IP-Global, refletimos sobre um tema que sempre nos atraiu: a otimização do uso de capacidade instalada. Abordamos também alguns novos investimentos que realizamos.

3º TRIMESTRE DE 2013

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Neste Relatório, recapitulamos a evolução do ambiente de investimentos no Brasil para explicar onde temos alocado mais capital. Comentamos sobre o setor imobiliário, que tem pontualmente atraído nossa atenção.
Na seção IP-Global, trazemos algumas atualizações acerca das posições em Microsoft e Apple.
Por fim, apresentamos brevemente os trabalhos dos quatro finalistas do PIPA 2013.

2º TRIMESTRE DE 2013

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Neste Relatório, abordamos três empresas na seção Investimentos: Cisco, Admiral e Thermo Fisher. Em Comentários Gerais, refletimos sobre a atual situação política e econômica e seus reflexos no país e em nossos investimentos.
Comentamos também sobre o aumento da exposição a ativos no exterior pelo IP-Participações e o desinvestimento em JC Penney pelo IP-Value Hedge.
Na seção IP-Global, fazemos alguns comentários sobre os 25 anos da IP. Mencionamos um rápido investimento em Apple e a remontagem da nossa posição em ouro. Convidamos também o leitor para uma reflexão sobre a matriz energética e a questão ambiental.
Por fim, anunciamos os quatro finalistas do PIPA 2013.

1º TRIMESTRE DE 2013

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Neste Relatório, destacamos alguns riscos que nos preocupam, especialmente num ambiente de aparente consenso positivo refletido nos preços das empresas que admiramos.
Na seção do IP-Participações, comentamos sobre as mudanças recentes no fundo, incluindo a venda do investimento em 3M.
Na seção do IP-Value Hedge, abordamos as posições em Bed Bath and Beyond, Johnson & Johnson, Deckers e JC Penney.
Na seção IP-Global, comentamos sobre a inflação de artistas e gestoras de recursos e sobre possíveis efeitos dos avanços na exploração de petróleo na América do Norte.
Por último, anunciamos o PIPA 2013 com uma mudança no processo de indicação de artistas.

Relatórios 2012

4º TRIMESTRE DE 2012

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Neste Relatório, comentamos sobre o excelente desempenho das ações de um grupo de empresas que admiramos, dos riscos trazidos pelo consenso aparentemente formado em torno delas, e como ajustamos os fundos diante deste cenário. Na seção do IP-Participações, comentamos sobre a convenção que participamos de Panvel. Na seção do IP-Value Hedge, abordamos alguns investimentos recentes em BDRs e fazemos alguns comentários a respeito da rápida reabertura do IP-Value Hedge durante o mês de dezembro. Na seção IP-Global, comentamos sobre o recente investimento em Western Union. Por último, anunciamos o vencedor do PIPA 2012: Marcius Galan.

3º TRIMESTRE DE 2012

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Tratamos sobre riscos operacionais e de custódia no exterior. Em seguida reafirmamos nosso interesse em diversificar os investimentos para oportunidades fora do Brasil. Comentamos sobre as principais mudanças nas carteiras IP-Participações e IP-Value Hedge e sobre o redirecionamento de parte dos recursos dos fundos para BDRs de empresas estrangeiras negociados no Brasil. Na seção IP-Global, falamos sobre a redução da exposição líquida do portfólio, em grande parte motivada pela valorização do preço dos ativos. Por último, anunciamos os vencedores do PIPA Online e a abertura da exposição dos quatro finalistas da edição do prêmio PIPA 2012, no MAM-Rio.

2º TRIMESTRE DE 2012

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Destacamos a adição do termo "BDR Nível I" ao nome do IP-Participações, que pode agora aumentar sua exposição a investimentos no exterior para além de 10%. Comentamos sobre a mudança no limite de net exposure máxima do IP-Value Hedge de 50% para 100%: o fundo mudará pouco a forma como investe, mas terá maior liberdade para perseguir retornos superiores quando as condições forem favoráveis. Na seção Investimentos, discutimos em maiores detalhes o caso de Natura. Na seção IP-Global, falamos sobre os investimentos em Nokia, HP, JC Penney, Deckers, sobre o short em Apple, sobre a diminuição da posição em ouro e sobre operações com opções. Por último, ressaltamos o anúncio dos quatro finalistas do prêmio PIPA 2012.

1º TRIMESTRE DE 2012

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Neste Relatório, comentamos a redução da exposição dos Fundos, motivada pela alta nos preços das ações, e o fechamento do IP-Participações para captação. Destacamos, também, a adição do termo "BDR Nível I" ao nome do IP-Value Hedge e o impacto desta mudança na parcela de investimentos no exterior. Na seção Investimentos, discutimos em maiores detalhes empresas do setor de shopping centers, que fazem parte dos Fundos há alguns anos. Na seção IP-Global, fazemos algumas considerações sobre a corrida humana entre consumo e produtividade e nosso foco em empresas ligadas à tecnologia.

Relatórios 2011

4º TRIMESTRE DE 2011

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Neste relatório discutimos alguns pontos sobre três empresas investidas: Porto Seguro, Saraiva e Panvel. No caso de Panvel, destacamos o recente acordo de acionistas que firmamos com as famílias controladoras. Na seção do IP-Global, fazemos algumas considerações de gestão do portfolio e sobre empresas de tecnologia.

3º TRIMESTRE DE 2011

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Neste relatório, na seção do IP-Participações, além dos comentários sobre a carteira, abordamos nosso recente investimento em Natura. Na seção do IP-Value Hedge, trazemos uma breve reflexão sobre a performance do Fundo em 2011 e comentários a respeito da nossa posição em Itaúsa. Na seção comemorativa dos 10 anos do IP-Global, discutimos algumas mudanças na carteira e comentamos sobre eventos recentes relacionados à Berkshire. Finalmente, explicamos em maiores detalhes os fundamentos por trás de nosso investimento em Microsoft.

2º TRIMESTRE DE 2011

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Ao longo do trimestre realizamos algumas mudanças importantes em nossos investimentos. No IP-Participações, discutimos o aumento de nossa posição de caixa ressaltando novamente seu aspecto ofensivo: atua não só como um colchão na queda, mas potencialmente como um canhão quando aparecem as oportunidades. No IP-Value Hedge, apresentamos uma análise detalhada sobre o padrão de performance do Fundo nesta metade de 2011, explorando o que se passa por trás das variações da cota. No IP-Global, comentamos sobre algumas empresas de tecnologia destacando a aquisição do Skype pela Microsoft, maior posição do fundo.

1º TRIMESTRE DE 2011

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Ao longo do trimestre, apesar de termos mantido uma posição em caixa confortável no IP-Participações e no IP-Value Hedge, pudemos implementar algumas mudanças interessantes em seus portfolios, comentadas neste Relatório. Na seção Investimentos apresentamos uma atualização de nossos estudos em Redecard.

Na seção do IP-Global, destacamos o setor de bens de consumo, onde o avanço nos estudos e os movimentos de preço levaram a duas novas posições com perspectivas interessantes e histórias distintas: Unilever e Reckitt Benckiser.

Relatórios 2010

4º TRIMESTRE DE 2010

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Nos relatórios dos Fundos da IP, um tema em comum: ao longo de 2010 fomos obrigados a vender ou reduzir algumas posições trocadas em parte por novas oportunidades ou acumular caixa. Argumentamos porém que caixa e margem de segurança têm uma conotação e uso prático muito mais "ofensivos" do que parecem. Apresentamos também a segunda parte do texto Castelos de Areia, Muros de Concreto, em que refletimos sobre fosso econômico, a metáfora imortalizada por Buffett para designar vantagem competitiva sustentável e um dos pilares tanto das teorias de estratégia e competição como dos métodos clássicos de avaliação de empresas.

3º TRIMESTRE DE 2010

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Neste relatório discutimos alguns de nossos investimentos, como Johnson & Johnson e Microsoft. Apresentamos também a primeira parte do texto "Castelos de Areia, Muros de Concreto". Nele revisitamos a idéia de fosso econômico, usando como pano de fundo a Linha Maginot, um engenhoso sistema de fortificação que, contornado pelo exército alemão no início da Segunda Guerra, tornou-se um sinônimo de elefante branco. Mais do que refletir sobre assuntos que nos interessam como investidores, o mais importante é recorrer à metáfora Maginot para repensar o senso de segurança que pauta nossas ações como acionistas ou executivos, especialmente nos tempos de bonança.

2º TRIMESTRE DE 2010

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Apesar do consenso de mercado apontar para um cenário de céu de brigadeiro, desde o fim de 2009 temos professado uma visão de mundo menos otimista que a média e temos mantido um nível de exposição baixo em nossas carteiras. Em parte por conta dessa postura conservadora, a performance dos fundos IP-Participações e IP-Global neste ano está positiva face a índices de bolsa negativos, e o IP-Value Hedge supera o CDI no mesmo período.

Estamos vivendo um período de muitos estudos e reflexão, de intensificação de relacionamento junto a empresas e setores no Brasil e no mundo, mas não necessariamente de novos investimentos. Neste relatório compartilhamos nossa visão de mundo e algumas reflexões sobre questões pertinentes ao nosso ambiente de investimentos.

1º TRIMESTRE DE 2010

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Os últimos meses foram de muitos estudos e poucas operações. Estamos avançando nos estudos de potenciais novas oportunidades em que tenhamos grande convicção. Discutimos os cases de Saraiva, Berkshire Hathaway, Lojas Renner e Redecard (este um novo investimento ainda em construção).

Por fim, anunciamos o Prêmio Investidor Profissional de Arte, o "PIPA", uma iniciativa pioneira da IP em parceria com o MAM-Rio.

Relatórios 2009

4º TRIMESTRE DE 2009

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


O ano de 2009 foi muito bom para os Fundos. Porém, o ambiente de investimentos está mais perigoso pois, além dos preços mais altos, há uma crescente percepção de que o cenário de juros baixos pelo mundo permanecerá por muito tempo. A falsa sensação de tranquilidade nos lembra a situação de alguns visitantes do Parque Yellowstone, nos EUA, que ao se admirarem com a beleza natural do local, se esquecem ou não sabem que grande parte do parque é na verdade a cratera de um dos maiores "super vulcões" do mundo. Coerentemente com essa visão, terminamos o ano com mais caixa em nossos portfolios.

3º TRIMESTRE DE 2009

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Discutimos nossa redução de exposure ao longo do ano: "Estamos investindo em negócios de qualidade e, mais do que nunca, qualidade global, a preços que oferecem conforto. Em não havendo alternativas suficientes, "sentamos" no caixa e continuamos os estudos com disciplina." "Estamos somente com posições com as quais estaríamos confortáveis se a bolsa fechasse por alguns anos. Como já vimos muitas vezes nestes 21 anos, 'para chegar em primeiro, primeiro é preciso chegar'." Apresentamos a empresa IMS Health em detalhes e outros casos de forma sucinta.

2º TRIMESTRE DE 2009

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Lembramos nossos leitores que historicamente nossa out-performance de longo prazo foi construída nas grandes quedas quando caímos menos que o mercado e e que os resultados de 2009 até agora, embora gratificantes, não necessariamente representam nossas expectativas para o futuro, especialmente com nossos níveis reduzidos de exposure. Apresentamos também considerações sobre Globex, Lojas Renner, Saraiva, Itaúsa, o setor de real estate e Berkshire Hathaway.

1º TRIMESTRE DE 2009

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Apesar do interesse quase que geral a respeito dos desdobramentos da crise e das perspectivas de recuperação no Brasil e nas principais economias do mundo, não deixamos de prestar atenção a importantes discussões no nosso mercado de capitais. Na introdução, fazemos um breve comentário sobre o delicado assunto das poison pills e a possibilidade de remoção da cláusula pétrea dos estatutos das empresas. Apresentamos também considerações sobre Lojas Renner, Saraiva, Itausa, o setor de real estate e Google.

Relatórios 2008

4º TRIMESTRE DE 2008

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Um de nossos relatrios mais comentados. Analisamos um ano incomum um perodo de mudanas aparentemente definitivas que prova, definitivamente, que algumas coisas nunca mudam. 2008 testou nossa disciplina e confirmou velhos princpios, o mais querido dos quais nossa diligncia moral. Introduzimos e exemplificamos o tema da fragilidade estrutural dos sistemas de incentivo em 2 textos, "Gol Contra" e "Dolus Bonus". Apresentamos o cerne da nossa reflexo sobre o assunto para ressaltar a importncia de elevarmos nosso crivo moral. Em seguida, apresentamos consideraes sobre a empresa Ab-Inbev. Finalmente, apresentamos a transcrio de uma palestra brilhante de Jos Gall, CEO das Lojas Renner, no qual discute tica, princpios e valores.

3º TRIMESTRE DE 2008

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Nossa filosofia de investimentos nos permite navegar perodos turbulentos com um "mapa" testado em situaes adversas. De forma sucinta, "Em situaes extremas, ter princpios muito claros e uma filosofia simples e prtica, executada com disciplina, faz toda a diferena." Em seguida, lembramos que a despeito da crise internacional, temos tambm importantes questes internas especialmente no front da governana corporativa das empresas brasileiras. Finalmente, apresentamos consideraes sobre Globex.

2º TRIMESTRE DE 2008

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Trazemos uma reflexo sobre o processo de "anlise de investimentos", a atividade central de uma empresa como a nossa. Revelamos at onde podemos os processos que devem, ao longo do tempo, gerar resultados favorveis para nossa carteira de investimentos. Apresentamos tambm consideraes sobre Banco Nossa Caixa e Fosfrtil.

1º TRIMESTRE DE 2008

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Apresentamos nossas reflexes sobre gerenciamento de risco, o que para a IP se confunde com o compromisso dirio e absoluto com a qualidade do nosso processo de anlise e tomada de deciso de investimentos. Em nossa experincia, no h algoritmo ou "triple A rating" que substitua o bom senso e a disciplina na gesto de risco. Acreditamos, como Keynes e Buffett, que " melhor estar aproximadamente certo do que precisamente errado".

Relatórios 2007

4º TRIMESTRE DE 2007

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


3º TRIMESTRE DE 2007

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


2º TRIMESTRE DE 2007

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


1º TRIMESTRE DE 2007

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Relatórios 2006

4º TRIMESTRE DE 2006

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


3º TRIMESTRE DE 2006

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


2º TRIMESTRE DE 2006

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


1º TRIMESTRE DE 2006

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Relatórios 2005

4º TRIMESTRE DE 2005

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


3º TRIMESTRE DE 2005

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


2º TRIMESTRE DE 2005

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


1º TRIMESTRE DE 2005

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Relatórios 2004

4º TRIMESTRE DE 2004

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


3º TRIMESTRE DE 2004

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


2º TRIMESTRE DE 2004

Download

Fundo IP.Com


2º TRIMESTRE DE 2004

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


1º TRIMESTRE DE 2004

Download

Fundo IP.Com


1º TRIMESTRE DE 2004

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Relatórios 2003

4º TRIMESTRE DE 2003

Download

Fundo IP.Com


4º TRIMESTRE DE 2003

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-EQUITY HEDGE / IP-GLOBAL


3º TRIMESTRE DE 2003

Download

IP-Equity Hedge


3º TRIMESTRE DE 2003

Download

Fundo IP.Com


3º TRIMESTRE DE 2003

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-GLOBAL


2º TRIMESTRE DE 2003

Download

Fundo IP.Com


2º TRIMESTRE DE 2003

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


1º TRIMESTRE DE 2003

Download

Fundo IP.Com


1º TRIMESTRE DE 2003

Download

IP-PARTICIPAÇÕES / IP-VALUE HEDGE / IP-GLOBAL


Relatórios 2002

4º TRIMESTRE DE 2002

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


3º TRIMESTRE DE 2002

Download

Fundo IP.Com


3º TRIMESTRE DE 2002

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


2º TRIMESTRE DE 2002

Download

Fundo IP.Com


2º TRIMESTRE DE 2002

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


1º TRIMESTRE DE 2002

Download

Fundo IP.Com


1º TRIMESTRE DE 2002

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


Relatórios 2001

4º TRIMESTRE DE 2001

Download

Fundo IP.Com


4º TRIMESTRE DE 2001

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


3º TRIMESTRE DE 2001

Download

Fundo IP.Com


3º TRIMESTRE DE 2001

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


2º TRIMESTRE DE 2001

Download

Fundo IP.Com


2º TRIMESTRE DE 2001

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


1º TRIMESTRE DE 2001

Download

Fundo IP.Com


1º TRIMESTRE DE 2001

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


Relatórios 2000

4º TRIMESTRE DE 2000

Download

Fundo IP.Com


4º TRIMESTRE DE 2000

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


3º TRIMESTRE DE 2000

Download

Fundo IP.Com


3º TRIMESTRE DE 2000

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


2º TRIMESTRE DE 2000

Download

Fundo IP.Com


2º TRIMESTRE DE 2000

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


1º TRIMESTRE DE 2000

Download

Fundo IP.Com


1º TRIMESTRE DE 2000

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


Relatórios 1999

4º TRIMESTRE DE 1999

Download

Fundo IP.Com


4º TRIMESTRE DE 1999

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


3º TRIMESTRE DE 1999

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


2º TRIMESTRE DE 1999

Download

IP-PARTICIPAÇÕES


1º TRIMESTRE DE 1999

Download

IP-PARTICIPAÇÕES